O Instituto Zumbi dos Palmares (IZP) lança, na próxima segunda-feira, 31, o seu I Festival de Música Alagoana. Na ocasião, haverá um café da manhã no restaurante Bodega do Sertão, a partir das 7h, onde as diretrizes do concurso serão apresentadas.

Todos os gêneros musicais poderão concorrer no Festival. Para participar, os artistas podem se inscrever de 1º a 30 de abril no próprio IZP, na Avenida Fernandes Lima, 1047, Farol, apresentando apenas trabalhos inéditos. O edital do concurso será publicado no Diário Oficial do dia 31 deste mês e também no site do IZP.

Uma comissão interna do IZP vai selecionar 30 canções que irão ao ar na programação das rádios Difusora AM e Educativa FM ao longo de três semanas, a partir do dia 12 de maio próximo. “O ouvinte também pode votar na suas favoritas. Basta acessar o site do IZP (www.izp.com.br) ou telefonar para 3218-8600, e escolher o melhor intérprete, o melhor compositor e a melhor música”, diz José Américo, presidente do IZP.

As doze músicas escolhidas pelo júri popular serão automaticamente classificadas para fazer parte do CD do Primeiro Festival de Música Alagoana do IZP. “A divulgação das doze mais votadas pelo público ocorrerá em uma data ainda a ser definida pelo Instituto em um evento programado no Espaço Cultural Linda Mascarenhas. Na ocasião, os artistas farão apresentação de suas músicas, enquanto um júri técnico escolherá os três vencedores do Festival”, conta Américo.

A premiação conta com três categorias: música, intérprete e compositor. Cada artista vencedor receberá uma remuneração em dinheiro de R$ 3 mil. Todo e qualquer músico alagoano poderá concorrer ou aqueles residentes em Alagoas há mais de dois anos. As inscrições são gratuitas e os participantes deverão preencher uma ficha e apresentar a cópia e os originais da carteira de identidade, CPF e comprovante de residência.

No ato da inscrição também é necessário entregar duas cópias do CD com identificação, contendo no máximo duas músicas. Cada concorrente só poderá ter participação em uma música. Os CDs cedidos para participação no Festival não serão devolvidos.

“Com a realização deste evento, o IZP cumpre seu papel que é o de difundir a produção cultural alagoana. Creio que descobriremos grandes talentos musicais a partir dele, e contamos com uma participação massiva tanto do público quanto dos artistas”, afirma José Américo.